10 formas para faturar no Dia das Mães

Publicado em 11.05.2015 no veículo Portal do Jornal Propmark.

Propmark

Presidente da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico dá dicas de como aproveitar a data

Neste Dia das Mães, o e-commerce nacional deve movimentar R$ 2,08 bilhões, 28% a mais do que no ano anterior, segundo dados da ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico). Terceira principal sazonalidade do varejo virtual – atrás de Natal e Black Friday -o período entre os dias 20 de abril e 07 de maio é crucial para o sucesso das lojas online, independentemente de tamanho e segmento.

“É preciso desenvolver estratégias específicas para a data com preços, marketing digital, atendimento, plataforma e outros detalhes. Tudo deve estar bem definido para oferecer a melhor experiência de compra ao cliente e aproveitar o período para fidelizá-lo”, explica Maurício Salvador, presidente da ABComm.

Confira algumas dicas e soluções para faturar no dia das mães:

1 – Controle Interno: Gerenciar vendas e estoque é requisito primordial para definir promoções e não perder oportunidades de negócios. A Betalabs traz uma plataforma de loja virtual com sistema de gestão empresarial integrado nativamente, potencializando informações em tempo real.

2 – Política de preço: Fator extremamente preponderante para a decisão de compras, o valor do produto é um dos pontos mais importantes que o e-commerce precisa focar para ter sucesso no Black Friday. Com a solução de precificação inteligente da Precifica, é possível monitorar a concorrência e ter insights sobre as melhores oportunidades de subir ou baixar os preços.

3 – Atendimento Multicanal: Ter um bom relacionamento com o consumidor é essencial. Para isso, é imprescindível estar presente em diversos canais para atender o cliente sempre que ele precisar. A NeoAssist, além de portfólio completo de soluções de atendimento, inova com a solução via dispositivo móvel, em que a loja virtual abre um canal de relacionamento a partir de um aplicativo de mensagens instantâneas e gerencia todo o histórico do usuário.

4 – Posicionamento: De nada adianta montar uma boa estratégia de preço, tecnologia de ponto e canais de atendimento. É preciso trazer o cliente para dentro de casa. A agência Cadastra, referência em comunicação digital no país, é pioneira em SEO e links patrocinados.

5 – Alcance o cliente: Nove em cada dez empresas utilizam o e-mail marketing como ferramenta digital, e a plataforma Virtual Target traz relatórios preciosos que auxiliam a segmentar e personalizar a comunicação para alcançar o cliente de forma precisa.

6 – Compra rápida: O cliente faz apenas um cadastro na OneBuy e, mesmo que esteja visitando a loja pela primeira vez, pode comprar sem preencher qualquer dado pessoal ou bancário. Assim, a loja virtual oferece rapidez e melhor experiência ao comprador.

7 – Débito: De forma inovadora, o gateway de pagamentos Payzen traz para o e-commerce a conveniência para pagamento com cartão de débito, que vem se tornando muito popular em grande parte dos estabelecimentos físicos.

8 – Segurança: Um dos maiores problemas de abandono de carrinho está relacionado à falta de confiança no site. Com o Protect Web, da Serasa Experian Certificado Digital, a loja virtual garante seguridade nos servidores que transacionam os dados entre e-commerce e consumidor.

9 – Mais opções de pagamento: Pergunte ao cliente “Quer pagar como?”. O gateway da Mundipagg traz a funcionalidade multimeios que possibilita à loja virtual dividir o valor da compra entre as opções disponíveis para pagamento, como boleto ou cartão, para oferecer mais flexibilidade.

10 – Informações das vendas: Com a solução de pagamento da Pagar.me, o lojista virtual tem acesso a um painel de controle completo, que permite entender as vendas, monitorar as taxas de conversão e saber exatamente porque o pagamento de alguns clientes é recusado.

 

Matéria publicada no Portal do Jornal Propmark