79% dos consumidores brasileiros tomam decisões de compra mais rápidas com o uso da internet

Compra online

A discussão sobre o showrooming já apontava há algum tempo para a necessidade de adaptação do varejo tradicional para o e-commerce – caso contrário, as lojas físicas não teriam condições de competir igualmente com os varejistas online.

A lição foi aprendida e implantada pelos empreendedores mais atentos, mas a velocidade com que o consumidor muda seus hábitos de consumo preocupa os comerciantes e o mercado em geral.

Como a internet e os smartphones estão transformando o consumo

Um recente e elaborado artigo de Sridhar Ramaswamy, vice-presidente sênior de publicidade e comércio do Google, para o Think With Google (disponível em português) trouxe dados impressionantes sobre como e quão rápidas são as tomadas de decisões dos consumidores brasileiros, constantemente conectados à internet nos smartphones.

De acordo com os números obtidos pelo próprio Google Analytics, os acessos rápidos à internet realizados por meio dos smartphones, distribuídos ao longo do dia, aumentaram 112% entre maio de 2014 e o mesmo mês de 2015. No entanto, não é só crescimento de acessos mobile que chamam a atenção.

Durante o mesmo período analisado, o tempo gasto em cada visita diminuiu 9% e, ao mesmo tempo que ocorreu a redução do tempo gasto por visita à internet, a taxa de conversão mobile cresceu 74%. Isso significa que quem está conectado busca cada vez mais objetividade no meio online.

O estudo Consumers in The Micro-Moments Brazil – Wave 1, de março de 2015, revelou que 80% dos entrevistados usam os smartphones para auxiliar em sua decisão de compra enquanto estão dentro de uma loja física. Além disso, 79% dos brasileiros que estão online, seja em desktops, seja em dispositivo móveis, afirmaram que procuram mais informações agora do que há alguns anos.

As novas regras do jogo

Batizados de micro-momentos, os rápidos instantes de acesso à internet realizados pelos usuários são cruciais para a formação de opinião e a tomada de decisão de compra. O comprador está gastando menos tempo para concluir seus objetivos, e o varejista online precisa se preparar ainda mais para conquistar os cliente e aumentar as conversões.

A preocupação e o foco das estratégias de venda pela internet devem ir muito além dos menores preços. É preciso pensar em cada detalhe para melhorar e agilizar a experiência do usuário enquanto ele navega brevemente pelo site.

Monitorar a concorrência é essencial, assim como explorar o estoque disponível. Os olhos devem estar sempre abertos em relação a todos os diferenciais que podem ser oferecidos de forma mais rápida e atrativa, como, por exemplo, o frete grátis, a facilitação das formas de pagamento e a garantia estendida.

Tenha em mente que cada segundo gasto pelo visitante no seu e-commerce é cada vez mais precioso e crucial. Não perca tempo para conquistá-lo.