Cinco dicas para ser mais competitivo neste Natal

e-commerce

O Natal é, de longe, a data mais importante para comércio virtual brasileiro. Em 2015, a expectativa é movimentar R$ 6,7 bilhões, com 24 milhões de pedidos, de acordo com a ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico). Com números positivos, é natural que os lojistas se preocupem com a preferência do consumidor. Para se destacar e atrair mais compradores, o lojista online pode utilizar alguns recursos importantes. Confira:

Precificação inteligente – o preço é crucial para o comércio eletrônico, atraindo ou afastando os clientes da loja. Esta solução permite que o varejista mantenha os melhores preços para cada produto e venda com rentabilidade.

Monitoramento de frete – outro aspecto que influencia o consumidor durante o processo de compra é o frete, prazo de entrega, valor e modalidades e, neste cenário, torna-se primordial ao gestor do e-commerce que monitore as politicas de frete praticadas pelos seus concorrentes sendo possível visualizar a forma de atuação em cada categoria, as opções de envio, regiões e até mesmo a concessão de frete grátis.

Política de parcelamento – ter acesso as politicas de parcelamento praticadas pelos principais players de seu segmento, trará informações valiosas tais como: quantidade máxima de parcelas com ou sem juros bem como taxas de juros praticadas em cada categoria. Assim, é possível oferecer uma estratégia de parcelamento competitivo sem que venha a comprometer o fluxo de caixa do e-commerce.

Produtos similares – alguns setores, como moda, cosméticos e smartphones, precisam comparar produtos similares, ou seja, itens que não são da mesma marca, mas possuem especificações semelhantes. O acompanhamento de produtos similares permite avaliar a disponibilidade em estoque e a evolução do preço médio.

Análise de sortimento – com ele, o empresário descobre mais a fundo o que pratica seu concorrente, como as marcas comercializadas, a categorização de produtos e ofertas, a quantidade de artigos por categoria e até o preço médio dos itens – sempre na comparação com o mix de produtos da sua loja virtual.

* Luiz Pereira é COO da Precifica, primeira empresa do Brasil especializada em precificação inteligente – www.precifica.com.br